poemas poemas

O Sapateiro

Longe dos sapatos
da modernidade,
o sapateiro pisa
no tapete do tempo,
mede o pé da moça
com ancestral dedicação.
Largura, comprimento,
curvatura, estilo,
salto alto ou sola,
tipo de couro e brilho,
confiados em caderneta.
O preço também
tem número pequeno.
Mudanças naquela rotina
podem caber somente
no sapato de vidro
da história da Cinderela.

  

Seção de Poemas, ©2008 Rosa Clement