poemas poemas

Descoberta

Sapatos, não uso,
tampouco chapéu,
em hora tão quente.
Em branco universo
abuso do nada,
do tudo: te uso.


Restos

Levo cinzas do amor
nos meus bolsos.
Agora só preciso
encontrar o mar certo.


Amor Objeto

Teu amor é um objeto
levado no bolso.
Hora é um relógio
hora é um isqueiro.
Sempre levas tempo
para sacá-lo e acendê-lo...


Striptease

Gosto de tirar
minha saia
com jeito ensaiado,
só para deixar
meu bem assanhado...


Rima Imperfeita

Meu papel, ah pobre rima--
rimaria bem com fel,
mas em sua imperfeição
prefere rimar com céu... :)

  

Seção de Poemas, © (13/08/2005) Rosa Clement