poemas poemas

O Mar

Sem parentescos com o velho mar,
sou simples estranha de passagem.
Ainda assim, quero celebrá-lo,
mesmo que não me reconheça
das lições de ir e voltar
que aprendi com as andorinhas.

Por sentir sua ausência, regresso,
recolho suas conchas silenciosas,
dele tão próximas, tão família.
Porém procuro aquela diferente,
aquela que apesar da distância
repete o canto mágico do mar
e ensina a criar laços.

  

Seção de Poemas, © (2008) Rosa Clement