crianca crianca

Sabor de Manga

Rosa Clement, © 2002

Da mangueira me levam,
mas meu dono se zanga.
De bochecha rosada,
sou a querida manga.

Quando me colhem verde,
não sou tão natural,
mesmo assim vou a mesa
com um pouco de sal.

Fico bem amarela,
mas sem casca e madura--
de fiapo no dente
vou deixando doçura.

Sozinha faço suco,
sorvete, até mangada,
e com minhas amigas,
faço a melhor salada.

  

  

  

Sarau de Poesia, realizado no dia 21/08/2015
Escola Municipal do Ensino Fundamental Luiz Zovaro
Caieiras, São Paulo
Foto: Professora Fabiana Suzi

Turma: 1º Ano C
Professora: Claudete

crianca-manga.jpg