crianca crianca

Mágico Couve-Flor

Rosa Clement, © 2001

Era uma vez num jardim,
um lindo couve-flor
que não era só branco,
mas sim de toda cor.

"Não era pintura não"
falou a dona chuva,
lavando o couve-flor,
roxinho como a uva.

"É uma pedra macia"
gritava o sapo tolo,
que viu o couve-flor
da cor de um tijolo.

"Uma nuvem lá do céu!"
cantou um passarinho,
porque o couve-flor,
ficou bem azulzinho.

Por lá passou o pavão,
que de preocupado,
bicou o couve-flor,
já todo matizado.

Quando era escurinho
chegavam todas as flores
enchendo o couve-flor
com suas mágicas cores.