crianca crianca

Brincadeira

Rosa Clement, © 2012

Meu pai admira
linda paisagem.
O tatu gosta
da tatuagem.

A sombra segue
com a sombrinha.
O sol põe sarda
numa sardinha.

Nem muita trova
cala o trovão.
É grande a cama
do camarão.

Não há sapatos
pela calçada.
Só uma bota
já desbotada.

Tem sol de graça
para o soldado.
Os bois pertencem
ao delegado.

Tem muito cacho
na cachoeira,
mas meu cachorro
só tem coleira.

Sem aço e palha
vem o palhaço.
Ajeito a gola,
faço um golaço.

Deixo meu brinco
numa cadeira.
Mamãe sorri
da brincadeira.